Ações também devem marcar protestos contra os sete anos de governo do comunista do ex-governador Flávio Dino

Apoiadores e entusiastas de Jair Bolsonaro no Maranhão pretendem realizar um grande ato em apoio no sábado (1 de outubro) que antecede a eleição. Os organizadores esperam repetir as manifestações do 7 de setembro, quando cerca de 100 cidades do estado registraram atos em comemoração à Independência e em apoio a Jair Bolsonaro.

“O dia 1º de outubro vai ser o dia em que iremos marcar a liberdade do povo no Maranhão. Vamos mostrar, pela primeira vez, que o povo é soberano e está acima da classe política”, disse o ativista e candidato a deputado estadual Edu Andrade.

Por conta da descentralização da organização, os atos devem consistir de motociatas, passeatas, caminhadas e encontros em locais determinados.

Em setembro foram registrados atos em: Arame, Bacabal, Balsas, Barra do Corda, Barreirinhas, Bom Jardim, Caxias, Chapadinha, Codó, Formosa da Serra Negra, Governador Luiz Rocha, Igarapé Grande, Imperatriz, Lago da Pedra, Maracaçumé, Mirador, Mirinzal, Pedreiras, Pinheiro, Pio XII, Porto Franco, Santa Inês, Santo Antônio dos Lopes, São Domingos do Maranhão, São Luís, São Mateus, Timbiras, Turiaçu, Tutoia, Viana e Vitorino Freire.

“Seremos mais de 100 mil nas ruas do estado. De forma ordeira, sem ajuda, sem mortadela, sem violência e com muita civilidade”, aguarda Mariana Carvalho.

Os atos devem acontecer ao longo do dia e se estender até às 22h da noite de sábado, quando cessam oficialmente por determinação do Tribunal Superior Eleitoral toda e quaisquer manifestações eleitorais.