Além da prisão, o ministro também solicitou que Twitter, YouTube e Facebook bloqueiem os perfis do por Ivan Rejane Forte Boa Pinto e pediu bloqueio de um grupo Telegram.

O ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF), determinou a prisão temporária de um homem que disse em vídeo nas redes sociais que iria ‘caçar’ Lula (PT) e magistrados da Corte.

Ivan Rejane Forte Boa Pinto, de 46 anos, foi preso nesta sexta (22/07) em Belo Horizonte pela Polícia Federal. O preso tentou ser vereador na capital mineira em 2020 com o nome “Ivan Papo Reto”, então pelo PSL, que hoje compõe o União Brasil — mas obteve apenas 189 votos.

Além da prisão, Alexandre de Moraes determinou a busca e apreensão de “armas, munições, computadores, tablets, celulares e outros dispositivos eletrônicos” em poder de Ivan Boa Pinto. O ministro também solicitou que Twitter, YouTube e Facebook bloqueiem os perfis do ex-candidato, além de pedir que o Telegram bloquei um grupo administrado pelo investigado.