Ao criticar a condução do processo de redução do ICMS no Maranhão, Bolsonaro comparou a postura de Brandão com outros governadores do Brasil .

Nesta semana o presidente da República, Jair Bolsonaro (PL), visitou o Maranhão para participar de diversos eventos no estado. Na quinta (14), durante entrevista concedida na capital, Bolsonaro afirmou que a ação de Carlos Brandão (PSB) em encaminhar um projeto de redução da alíquota do Imposto Sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) para Assembleia Legislativa foi uma manobra política com objetivo de ganhar tempo para arrecadar mais dinheiro do contribuinte.

Ao criticar a condução do processo de redução do ICMS no Maranhão, Bolsonaro comparou a postura de Brandão com outros governadores do Brasil que decidiram aderir à lei nacional e reduzir o imposto sobre o combustíveis, energia elétrica, telefonia e internet.

“Ele ganhou tempo com isso, continuando a arrecadar mais da população o imposto estadual que é o ICMS, ou seja, uma medida que não interessa para a população. Por ser governador de um dos estados mais pobres, devia entender de imediato e colocar em vigor isso. Os demais estados fizeram por decreto. E por que o decreto? O próprio governador assina ali sem problema nenhum. Agora, quando manda para a Assembleia Legislativa, tem prazo, tramita em comissões, entre um turno e outro há mais tempo, então o governador aqui tirou mais dinheiro da população mais pobre”, enfatizou.