Em vídeos que circulam pelas redes sociais, ex-deputado e apoiadores agridem integrantes do Movimento Brasil Livre (MBL), em Londrina (PR)

O ex-deputado federal Emerson Petriv, conhecido por Boca Aberta (Pros-PR), agrediu o ex-deputado estadual paulista Arthur do Val, conhecido por Mamãe Falei (União Brasil). Em vídeos que circulam pelas redes sociais, Boca Aberta e apoiadores agridem integrantes do Movimento Brasil Livre (MBL), em Londrina (PR). Renan Santos, um dos líderes do movimento, também foi agredido.

“Vem aqui, vagabundo. Vem cá. Você vem de São Paulo, você merece levar tapa na cara”, disse Boca Aberta, em trecho do vídeo. Até o momento, ninguém explicou o motivo que culminou na confusão.

Os membros do MBL estavam no interior do Paraná para gravar vídeos para a pré-candidatura de um aliado. Portais regionais do interior do Paraná informaram que Boca Aberta registrou boletim de ocorrência, porque um dos integrantes do MBL estava supostamente armado. Por outro lado, Mamãe Falei e Renan Santos também foram à polícia contra o ex-parlamentar.

De cassado para cassado

Boca Aberta perdeu o mandato de deputado federal em 2021, depois de a Câmara dos Deputados reconhecer decisão do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), que cassou o parlamentar. Isso porque ele concorreu em 2018 com liminar da Justiça, depois de ter sido cassado por quebra de decoro parlamentar pela Câmara de Londrina. Com a revogação da liminar, ele ficou enquadrado na Lei da Ficha Limpa — tornando-se inelegível por oito anos.

Já Mamãe Falei foi cassado pela Assembleia Legislativa de São Paulo (Alesp) depois de afirmar em áudios que mulheres ucranianas “eram fáceis, porque são pobres.” O ex-deputado paulista estava em território ucraniano quando fez as declarações.