Por decisão do presidente do TRT-MA, com o consentimento das partes envolvidas, foi solicitado mais tempo para apresentação de alternativa.

O presidente do Tribunal Regional do Trabalho da 16ª Região (Maranhão), desembargador Francisco José de Carvalho Neto, transferiu para a próxima sexta (18), às 14h, a audiência de conciliação do dissídio coletivo dos rodoviários que seria realizada nesta quarta (16).

Esta vai ser a segunda audiência de conciliação, pois na primeira realizada na última sexta (11) não houve acordo. As partes envolvidas no dissídio foram notificadas sobre a nova data da audiência.

O presidente Carvalho Neto colocou-se à disposição dos envolvidos no dissídio para dar continuidade à conciliação no dissídio coletivo ajuizado pelo Sindicato dos Trabalhadores em Transportes Rodoviários do Estado do Maranhão (Sttrema), em face do Sindicato das Empresas de Transportes de Passageiros de São Luís, Município de São Luís e Agência Estadual de Mobilidade Urbana e Serviços Públicos.

Na audiência do dia 11, o presidente ressaltou a importância do papel do município de São Luís, suscitando que o ente municipal afirme, “de forma clara e direta, qual pode ser a sua participação, em termos financeiros, na solução da controvérsia”.

Além de dois representantes de cada sindicato, participarão da audiência advogados credenciados nos autos, procurador do Ministério Público do Trabalho e assessoria da Presidência do Tribunal.

Dissídio coletivo de greve

Entre as reivindicações apresentadas no dissídio estão a implantação imediata do índice de 15% de reajuste salarial, ticket alimentação no valor de R$ 800,00 e manutenção do plano de saúde pelas empresas componentes da categoria patronal do dissídio.

Também requerem o pagamento das diferenças resultantes desse percentual nos salários e no ticket alimentação dos membros da categoria profissional, retroativamente a janeiro de 2020 (data-base).